Resenha – O Testamento

Este foi o primeiro livro que eu li do John Grisham, um autor incrível que sempre escreveu seus livros com um enredo jurídico, envolvendo questões de advocacia. Cada livro deste grandioso autor, o sexto mais lido nos Estados Unidos, é envolvente e prende o público do início ao fim de uma maneira magistral,  trazendo sempre soluções surpreendentes dentro do âmbito jurídico nas obras.

‘O Testamento’ foi o primeiro livro de Grisham que li. Assim que coloquei os olhos no livro me interessei. Acredito que a palavra “Testamento” chamou-me a atenção. Somente com o título, já fiquei a imaginar vários enredos diferentes para a história!

E eis aqui o enredo de Grisham: a obra inicia sendo narrada em primeira pessoa por TroyPhelan, um milionário rico e doente que estava de saco cheio de tudo e tinha uma família que não via a hora em que ele morresse para colocar as mãos em sua fortuna. Ela é narrada em primeira pessoa até o momento em que ele se suicidou, logo depois de modificar e assinar seu último testamento.

Com a morte de TroyPhelan, seus filhos começam uma gastança sem fins, crentes de que herdarão sem burocracia alguma o dinheiro do falecido pai. Carros, casas, móveis luxuosos e gastanças com festas e bebidas começam a ser realizadas por eles.

No entanto, a bomba vem no dia em que o testamento é aberto: nenhum dos filhos gastões e mesquinhos de TroyPhelan herdaram o dinheiro! A herdeira chama-se Rachel Lane, uma filha que TroyPhelan gerou em uma aventura e nunca contou para ninguém. Não se sabe muita coisa da moça, apenas que ela é uma missionária religiosa ajudando a cuidar de uma tribo indígena no Estado do Mato Grosso. Sim, Brasil baby!

Cabe ao advogado, Nate O’Riley, um alcoólatra em recuperação, ir procurar Rachel aqui no Brasil no intuito de lhe informar a herança que acabara de herdar.

Um livro cheio de surpresas e com um enredo surpreendente, principalmente em relação às mudanças de comportamente dos personagens quando a obra está próxima do fim. Motivos? Vários, desde a religião até a ganância e egoísmo presentes no mundo. Mas para saber você vai ter que conferir esse livro sensacional, amigo leitor.

Uma obra incrível de Grisham que merece ser lida e relida várias e vezes. E, depois que você a ler, dificilmente não irá querer ler outro livro dele.

Boa leitura!

P.S.: ah, e antes que eu me esqueça….VIVA O ROCK!

Participe do debate!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s