Cafe do Poderoso – Tormenta das Espadas – Jon/Daenerys

Comentário sobre os capítulos de Jon (pág. 74) e Daenerys (pág. 85)

Paty

Jon

Mais um dos meus preferidos. =)

Boas impressões sobre Mance. Acho que Jon vai aprender muito com ele. Acho que Jon amadureceu muito….o fato de que ele está tentando manter seu juramento mostra que ele definitvamente é filho de Ned. Eu estou gostando muito de ver o desenvolvimento dele e acho que teremos algumas supresas…não sei. Jon é parecido com Mance em muitas coisas, acredito.

Meu único problema é que me perco com a quantidade de personagens que ele cria para o povo selvagem e os homens da Patrulha. Tô vendo que vou ter que começar a anotar os nomes..

Daenerys

Ah!!!! Mal posso esperar para saber o que vai acontecer quando Dany chegar a Westeros. Aliás…quero muito saber como vai ser a incorporação de dois dragões na guerra. A coisa vai ficar quente – literalmente. (Ahá!)

Eu me impressiono muito com a facilidade com que George R. R. Martin cria uma história dentro de outra história. Não é a toa que o livro tem 1 milhão de páginas. Gostei muito da opção que Dany parece que vai tomar.

Sor Jorah me incomoda um pouco…a obsessão dele por Dany é um pouco assustador, às vezes. Até porque, se bem entendo, a diferença de idade entre eles é enorme. Mas aguardemos. Dany não tem muitas opções mesmo..

========================================================================================

Ragner

Jon

Eis que somos apresentados para o “Rei-para-lá-da-Muralha” e digo que gostei MUITO dele viu. Mance Rayder é um camarada que parece legitimamente um Rei, de um povo selvagem, mas de um povo.

Jon está no “covil” do inimigo e se lembra a todo momento de sua árdua tarefa. Observa atentamente toda estrutura de sociedade dos selvagens e vai tentando assimilar aquilo que pode ser contra eles depois, pois esse é seu dever, mas chega à frente do Rei deles e se surpreende com o homem que lhe é apresentado. Aparentemente: astuto, inteligente, humilde, sereno e completamente senhor de si. O que esperar dele?

Daenerys

Nossa pequena “mãe de dragões” viaja pela “água que cavalo não bebe” junto com seu pequeno khalasar, aprendendo mais sobre sua família e sobre a histórias de suas crias cuspidoras de fogo.

Daenerys não é um personagem que me interessava muito, mas com os dragões crescendo e ela se tornando mais firme, forte e interessada pelo trono de Westeros, posso dizer que estou gostando dela viu. Não como Sor Jorah, que lhe é sempre fiel e a idolatra. O cavaleiro parece uma sombra dela, discutindo traições possíveis e um possível criação de um exército. Mas o que eu mais esperava, acontece, e de forma MUITO show de bola: “Devia tê-la beijado no deserto vermelho, todas as noites e todos os dias. Foi feita para ser beijada, sempre e bem.” A declaração vem a tona, mas já sabemos que isso não era desconhecido dela.

—————————————————————————————————————————————————-

QUER GANHAR O 4o LIVRO DA SÉRIE?

O Poderoso começa hoje o sorteio do 4o livro da série – Festim dos Corvos. Todos os participantes do Café serão inscritos no sorteio dentro das regras abaixo:

– O participante deve comentar no Café e ler o livro com a gente

– Curtir nossa página no Facebook.

– Cada comentário gera uma inscrição. Quanto mais você comentar, mais chances você tem de ganhar.

– Não há custo algum de envio para o vencedor.

– O sorteio é aberto para todo o Brasil.

– O resultado sairá na metade da leitura de A Tormenta de Espadas no Café – na página 422. Ao final do capítulo sobre o Bran.

PARTICIPE!

Anúncios

11 comentários em “Cafe do Poderoso – Tormenta das Espadas – Jon/Daenerys

  1. Elton Adriano disse:

    Jon:
    Jon, Jon, Jon… o que poderíamos esperar de um garoto de 16 anos? ..
    Qualquer que seja a resposta, é muito menos do que um “bastardo” da casa Stark, criado na dualidade de atenção (apesar de não carregar o nome, carrega o sangue; e isso o Ned fez questão de deixar claro) e desprezo (por não poder participar das festividades e carregar o nome da família para os que não o conhecem), está fazendo pra lá da Muralha.
    Juramento à patrulha negra, matou um dos veteranos mais respeitados de sua ordem para poder se aproximar do inimigo (um plano no limite, quando os dois já não tinham mais escolhas; tá bom, tá bom.. foi o Qhorin quem elaborou, mas não tira o mérito da coragem de Jon em matá-lo, quando tudo em que ele acredita dizia para não fazê-lo).
    Essa é uma das minhas partes favoritas, não digo que ele seja meu personagem favorito, mas ele tem o PET que eu mais gosto. 🙂

    Daenerys:
    Pra começar: “ATÉ QUE ENFIM SOR JORAH!” … !!!
    Eu admiro ele como estrategista; ele é muito inteligente e precavido (o que às vezes dá um “ar de chato” pro personagem). Mas, isso que ajudou à mantê-los vivos.
    Daenerys continua uma Sansa “imune à fogo” da vida. Fica “putinha” da vida quando não tem comida; fica bem doidinha quando não contrariam ela; mas, no final das contas resolve do jeito que Sor Jorah fala, ou acaba “se ferrando” (fude****) no processo.
    Apesar disso, eu gosto muito dela; principalmente pelos dragões. ^^”

  2. E aqui temos um conflito interessante, não no livro, é um conflito interno meu.

    Qual personagem eu gosto mais? Tyrion ou Jon?

    E o Martin não faz nada pra facilitar isso. Por isso eu levo pro lado das Casas, e como a minha preferida são os Starks, ponto pro Jon, que mesmo sendo um bastardo, tem muito mais de Stark e do povo antigo do que qualquer outro filho do Ned. Ahan, mais até mesmo do que Robb, ou Arya, Bran… e excluam a Sansa daqui, por favor.

    Infiltrado no povo livre, ele se ve na obrigação de manter seu juramento, ao mesmo tempo que a última ordem de Qhorin o impele à quebrar esses votos sagrados, e vemos como ele lida com isso, mantendo os votos firmes, tal como Ned certamente faria. Esse tempo com os selvagens irá fazer muito bem para o amadurecimento do Jon, e isso será muito importante no futuro, conhecer todos os povos será muito importante no papel que eu acredito que ele irá desempenhar futuramente.

    Mance, o rei-pra-lá-das-muralhas… é bom ver que ele não se auto-intitula rei. Que apesar de tudo é um cara humilde, centrado, senhor de si, inteligente… sim, eu curti ele. Isso mostra como nossa opinião é moldada pelo que nos é dito, até agora a única coisa que sabíamos dele, é que ele era um desertor, tido como traidor, selvagem.. mas sendo apresentado à ele, as coisas mudam.

    Dany, aí um char que eu não sei o que pensar sobre. Por vezes penso que ela é uma mulher forte, mas aí chega momentos em que a pouca idade prevalece e ela se torna infantil e chata… por sorte temos os dragões com ela, aí não tem como não gostar.

    Não comentarei sobre Jorah, como já sei o que acontece, deixo pra falar mais pra frente… só digo uma coisa, deveria ter feito mais com ela. kkkkkk

    • Eu fico na mesma…gosto de Tyrion e gosto de Jon…acho que eles têm qualidade similares…eu me permito gostar mto do Tyrion porque eu gosto de ele ser um Lannister mas não ser um Lannister de verdade. Ainda assim, ele é fiél ao seu escudo. Isso diz algo sobre o caráter dele.
      =D

      Paty.

      • Minha preferência pende mais pro lado do Jon, porque apesar do que já falei, eu creio que o papel dele nessa história será muito grande. O Tyrion também terá um papel importante, assim como já teve seu destaque, porém Jon está destinado a ser muito maior na minha opinião.

        E não foi um trocadilho com o tamanho do Tyrion. :p

      • hahahaha…depois dessa, eu vou terminar o livro para responder. hahahahaha

      • Eu terminei o livro já. :p

        Mas há coisas que eu li em spoilers de outros livros… aliás, esse é um problema gigantesco meu, deveria aprender a controlar a vontade de ler spoilers. =(

  3. Adrianno Almeida disse:

    Achei bem interessantes os comentários, estou na metade do Festim dos Corvos agora, mas sei de mais spoilers do que gostaria de saber. =/

    O fato é que tanto Jon quanto Dany são personagens chaves da crônica e isso é visível dês de cedo (com a nomeação de Jon para intendente e não patrulheiro e com o nascimento dos dragões de Daenerys).

    O fato é que Dany é a maior predestinada da série, sendo a Mãe dos Dragões, mas Jon não fica muito atrás, dês de o segundo livro existem insinuações quanto a quem seria a mãe dele, inclusive o Jojen Reed solta uma grande ‘deixa’ para Bran no Tormenta de Espadas (não vou deixar detalhes porque não sei se tem alguém que ainda não chegou nessa parte).

    Meu maior medo e esperança fica nas reviravoltas que Martin adora colocar no destino dos personagens, como é o caso de Tyrion, o herói durante o Fúria dos Reis e passa por péssimos bocados no Tormenta de Espadas.

    • São essa reviravoltas que deixam o livro tão gostoso de ser ler e imprevisível… mas são essas mesmas reviravoltas que me preocupam, pois a qualquer momento alguém pode morrer, isso preocupa.

      Mas eu concordo plenamente com você, Jon e Dany tem futuro grandioso. Eles estão predestinados a isso, e que Martin não os mate.

Participe do debate!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s