Resenha – Tormenta

Seguimos com o 2º livro da série “Fallen” e posso dizer, tranquilamente, que é perceptível uma evolução na narrativa. A autora já escreve esse livro com mais facilidade e os personagens parecem mais críveis, mais imperfeitos até e mais humanos, mesmo com toda parte angelical que envolve o enredo.

Luce está em uma escola diferente, rodeada de pessoas especificamente diferentes, e com seu amor eterno longe. Sua vida é regada e pontuada por acontecimentos sobrenaturais agora, o envolvimento direto e sem encobrimento com seres de outra espécie (já que ela estuda com “Nefilins – descendentes de anjos”), fazem parte de seu cotidiano, mas as infinitas perguntas continuam a tomar conta de sua curiosidade (nesse livro tais questionamentos são mais frequentes e mais direcionados, pois ela já sabe PARTE da história). Luce é uma jovem e suas prioridades são fugazes quando existem coisas mais importantes, mas isso não é um pecado, pois ela ainda é nova, e desconhece completamente o que já viveu em tempos passados. Ao invés de buscar se aprofundar no que pode vir adiante, ela só se interessa pelo que já aconteceu. Aqui a autora manda bem, pois trabalha muito bem o ritmo de cada personagem que está nessa faixa de idade e mais do que nunca deixa a protagonista mais ativa e menos reativa como no 1º livro.

Tais ações de Luce a deixa em situações nada agradáveis e em cada atitude ela vai se martirizando e se questionando sobre seu envolvimento com um anjo. Ela vai criando argumentos que poderiam acabar de vez com os problemas causados tanto por Daniel quanto por ela mesma, mesmo que seja se envolver com outro garoto (sim, isso acontece). A culpa por se afastar de sua melhor amiga, por não poder ter contato e mentir para seus pais, por estar escondida e não poder mais fazer nada é direcionada para o sentimento de amor que envolve a ambos e ela se interroga sobre se nada disse existisse, ela poderia ter uma vida normal, sem crucificar suas vidas passadas ou seu presente. Mas isso é interessante, pois todo o inferno que o anjo vive por séculos, não é pesado, ela não está muito interessada em conhecer os reais motivos dele e a única coisa que Luce identifica, é que ele poderia se decidir de uma vez qual lado escolher, entre bem e mal, e que as ações dele são perfeitamente questionáveis. Típico de um(a) jovem rebelde que só analisa os fatos por uma ótica, a dele(a).

O livro todo é contado durante 18 dias, que é a duração de uma trégua entre Cam e Daniel, uma época para não visitar ou ficar ao lado de Luce, onde ela ficaria escondida dos outros vários inimigos que pretendem exterminar a existência dela ou algo a mais (aqui conhecemos os Párias) mas em certas situações, ambos os anjos a veem ou esbarram por ela. Não tinha como ser diferente. No final dos 18 dias, e do livro, temos um acontecimento que reflete MUITO como serão os acontecimentos a seguir: uma pequena batalha entre os anjos caídos, que estão provisoriamente do mesmo lado, combatem inimigos que estão decididos a enfrentar a morte, mas a razão que todos entendiam, se alterna e mais perguntas são jogadas no ar. Não existe a simplicidade do branco e negro no mundo, mas também vários tons de cinza.

Tormenta aguça mais a curiosidade sobre quem são as anjos caídos, quais as intenções deles, quais são os lados da história e se Luce tem uma importância maior do que já parece ter. Parece que no 3ª livro, tais respostas poderão ser respondidas. Veremos.

Anúncios

Participe do debate!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s